segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Patchwork e uma experiência “quem não tem cão, caça como gato”


A capa pronta.


Conjunto coordenado, capa e dois panos de prato.


Fazia um tempinho que eu vinha pesquisando sobre as técnicas mais simples de patchwork, que me permitissem conciliar a ausência dos equipamentos adequados com um resultado final um pouco mais elaborado.

 

Como já comentei em outra oportunidade, sem os equipamentos adequados, marco o avesso do tecido com a ajuda de uma régua comum e corto com a tesoura, o que não assegura um acabamento perfeito, como podem supor... =\


Barra alinhavada à capa...

Mesmo assim, para presentear minha cunhada, a Lenis, e persistente como sou, resolvi fazer um conjuntinho com uma capa de garrafão e dois panos de prato coordenados, utilizando patchwork.

 

Os meninos já havia dormido quando comecei. Optei pelo tecido com morangos, em composé com o tecido vermelho de poás brancos. Cortei duas tiras do tecido de morangos e uma tira do tecido vermelho e as uni deixando o tecido diferente no meio. Passei e marquei com a régua pelo avesso, formando pequenas tiras. Cortei nos locais marcados.


Passo a passo número 1...

Costurei as tiras uma a uma, apenas “desencontrando” o tecido vermelho, sempre para baixo. Passei todo o avesso para abrir bem as costuras. Costurei, em cada ponta desta nova tira, um triângulo do tecido de morangos.

... e número 2...

Por último, cortei as sobras de tecido. Alinhavei o viés vermelho, tanto em cima quanto embaixo. Essa tira foi, então, aplicada sobre a capa de garrafão que já havia costurado previamente.



 

Para os panos de prato, uni tiras de diferentes larguras dos mesmos tecidos, arrematando com o mesmo viés vermelho.



 

Não ter os equipamentos certos fez com eu tivesse um pouco mais de trabalho, é verdade. Mas quem não tem cão, caça como gato mesmo, não é verdade? Às vezes é preciso adaptar-se às condições existentes, levar mais tempo para concluir algo, mas, como tenho fome de aprender, isso se torna secundário.

 

Resultado final: fui dormir quase às duas da manhã, mas tremendamente satisfeita com o resultado. Não ficou alegre?



4 comentários:

A Casca da Cigarra disse...

Muito! Eu levei bem dois anos para comprar alguns equipamentos básicos. É tudo muito caro! Hoje tenho um cortador, uma tábua de corte que entortou pois saí para o trabalho e a deixei no sol, e algumas réguas. Mas conheço artesãs, como a Helena do Quilts São Eternos, que mesmo tendo o cortador preferem uma boa e velha tesoura bem afiada e fazem trabalhos super elaborados. Eu adorei os barrados! Beijo

Get Crafty!!! disse...

Amiga, vc está de parabéns porque eu não faço isso nem morta! eheheheh...eu acho difícil unir todos esses quadradinhos :)

O seu garrafão vai ficou muito chique!

Beijocas!

Isa.

♥ Nia disse...

uauuu!! ficou um espanto :D
Mas é preciso ter muita habilidade para fazer isso! Se tu foste dormir às 2h eu acho que não ía dormir por dois dias! hahahaah :D
Resultado muito bonito mesmo :D

Eu ando com ideia de fazer um paninhos de cozinha assim, panos brancos com a barra num tecido a gosto :) Falta saber a arte para costurar! LOL :p
Será fácil de colocar o tecido num pano branco comprado? Ou é melhor comprar o tecido a metro e fazer os paninhos por inteiro?
Dicas? :)

Joanita disse...

Eu gostei, mas sou suspeita... adoro morangos! =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...