segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Por que blogar?

Novos monogramas e marcadores embalados para presente

Verso dos marca páginas com "lembretes" 

Detalhe do monograma com borboletas


Não é segredo para quem convive comigo o quanto sou empolgada com o meu blog. Falo dele sempre que possível, busco formas de torná-lo conhecido para todo tipo de gente (inclusive as que não gostam de trabalhos manuais...), etc.

Mas durante esta semana passada, vários acontecimentos me trouxeram uma pergunta insistente: por que blogar? Aos mais apressadinhos vou logo adiantando: não encontrei uma resposta única e exata.

No rés do chão, encontrei meus delírios de grandeza: para ser lida e admirada por milhões, publicar um livro (quem sabe um dia...), ter fama e riqueza (seria mais fácil acertar a megasena acumulada?!), influenciar pessoas do mundo inteiro a bordar no tempo livre... Delírios.

Trazendo a pergunta pro nível da realidade, outras constatações: a alegria de receber os comentários de amigos ou desconhecidos que visitaram o blog e, em algum aspecto foram tocados ou gostaram de algum trabalho publicado, saber que você PODE escrever e que o escrito tem valor para outrem, verificar as estatísticas e ver que pessoas de diferentes países acessaram o blog, conhecer outros blogueiros que compartilham a mesma paixão...

Boas respostas para quem, como eu, além das suas atividades cotidianas de profissional, dona-de-casa, mãe dedicada, filha amorosa, irmã solícita, tia brincalhona e esposa apaixonada, tem que encontrar tempo para produzir conteúdos. No caso deste humilde blog, posso dizer que são dois conteúdos, já que os trabalhos postados também são, com algumas maravilhosas exceções, executados por mim integralmente.

De outro lado, as frustrações competem bravamente com as alegrias. Sim, não existe mesmo uma lei que obrigue a quem navega pela blogosfera a deixar um “oi” que seja. Muita gente é tímida na internet mais que na vida real: lê, gosta, pensa em comentar, mas... desiste... Outros acham que se tornar “seguidor” do blog é quase como assinar uma comunhão total de bens... Aaaffff!...

A sensação de escrever para ninguém é desalentadora, mas a esperança que nos empurra deixa um gostinho bom de vingança na boca quando ajuda a refutar a história dos escritores que afirmam só escrever para si mesmos e mais ninguém. Balela total! A gente sempre escreve para ser lido pelo Outro (assim mesmo, com “O” maiúsculo)! E eu nem precisava ser psicanalista para saber disso...


Com a minha vivência como blogueira, comparo alguns comportamentos às regras de educação usadas quando visitamos a casa de alguém: você sai sem se despedir? Não, a menos que esteja fugindo ou roubando! ;-) Assim, antes que o post vire um “muro das lamentações” intermináveis, o placar foi ligeiramente favorável às alegrias.

Espero um dia não voltar a alardear que escrevo “só pro meu prazer”. Mentira total, auto-engano, conversa despeitada de gente que não sabe reconhecer a derrota! A verdade nua e crua é que escrevo para você. Se cair bem, se você esboçou um breve sorriso com os posts ou colocou algum trabalho naquelas listas de “coisas a fazer”: BINGO! Terei marcado um pontinho.

Na outra hipótese, a lista de coisas a fazer é minha:
-          Tornar o blog interessante;
-          Postar conteúdos que sejam relevantes;
-          Aprender a escrever;
-          Perder com classe;
-          Perseverar.

4 comentários:

Gislene disse...

Não é segredo que gosto muito do seu blog e como lhe admiro fora do blog, né?
Mas acho que essa sua lista pode ser diminuída.... Acho que o blog é interessante sim, que os posts são interessantes e que vc sabe escrever, e muito bem! (Acho que por isso me intimido em escrever, como já me pediu...) Bom, classe, acho que vc tem em todos os instantes e tem melhorado cada dia mais! E perseverança... poderia listar pelo menos meia dúzia de situaçoes que demonstram sua perseverança, amiga! Fala sério!
Sou sua fã incondicional!
Beijos!

Simone Arrais disse...

Maravilhoso exemplo de porque seguir blogando... Obrigada, Gis!

♥ Nia disse...

Porquê blogar? Para partilhar :D
Partilhar as coisas que fazemos, que aprendemos, que gostamos, que vivemos :) Partilhar com as amigas de longa data e com as novas amizades que vamos construindo :) Isso é o que me dá gosto para fazer o meu blog e continuar sorrindo :D

Terei todo o prazer em te ajudar com os Giveaways, qual é a própriamente a tua dúvida? :)
Deixo-te o meu email: caixinha.pirlimpimpim@gmail.com
Bom fim-de-semana!!!

amauri disse...

eu adicionaria mais um pra desequilibrar pro lado dos prós: blog é um diário virtual e, nas entrelinhas (malzaê..) dos seus posts, tá ficando um pouquinho da época que vivemos. pretensioso? um dia desses vi um curta sobre fortaleza inteiro em super 8 e pensei, com tristeza, que não temos nenhum vídeo de nossa geração 80's. como também sinto a angústia do 'eu escrevo, quem me lê?', podemos fazer um trato: eu troco uma matéria por um post. assim, já teremos a certeza de um leitor. beijos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...