sábado, 10 de março de 2012

Quem tem medo de UFOs?


"Delícia! Ai, se eu te pego..."


Houve um tempo, há séculos, em que eu não conseguia largar um livro ruim, ainda que eu estivesse detestando sua leitura... Não sei bem por que era assim... Acho que eu era imatura demais, me sentia em dívida com o livro, achava que abandoná-lo seria assumir a derrota da minha resistência.

Graças a Deus o tempo passa e a gente vai deixando velhos hábitos ruins pelo caminho. A primeira vez que eu larguei um livro pela metade foi uma libertação. Com o tempo, entendi que o que é bom te prende desde o começo, ainda que vá e volte, muitas vezes, no tempo.


"Ser ou não ser, eis a questão."

Outra coisa que aprendi é que, como a Lua, tenho fases. Tem tempo que só leio, as agulhas não me chamam; dormitam, às vezes hibernam. Tem tempo que os livros são tão atraentes quanto sorvete de chuchu. Aí tudo passa e o prazer de determinada atividade volta, iniciando um novo ciclo de aproximações e afastamentos.

Meus UFOs me olham com olhos cobiçosos todo dia. Ficam por perto, gosto de imaginar que se reúnem em assembleias para deliberar sobre qual terá mais chance quando a ampulheta da vontade virar.


"Papai Noel me deu um presente de Natal..."

Nesses encontros, analisariam a tendência das minhas escolhas recentes:

-          “Ponto cruz? Ah, esse tá sem chance alguma! Ela não borda uma cruzinha desde julho do ano passado...”
-          “Ela só quer saber desse tal de Ponto Russo... Isso nem bordado é! Humpf!!”
-          “Esses hexies espaçosos se acham grande coisa... Ficam se espalhando por todo lugar, os folgados!”.


"Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante..."

Coisa boa essa tal maturidade... Ensina que cada coisa tem seu tempo e cada tempo merece ter uma coisa só sua, prazerosa. Ensina ainda que, de vez em quando, algumas coisas vão ficar pelo caminho – projetos, bordados, amigos, hábitos, livros – para que viajemos cada vez mais leves. E pronto.


2 comentários:

Bibiani Mesquita disse...

Simone!
Adoro seu jeito de escrever!
Certa vez, li um livro que continha os "Direitos do Leitor" e, dentre eles, estava que todo leitor tem o direito de abandonar um livro pela metade sem que isso influa na sua classificação de "bom leitor". Outros de que eu gostava era o direito que todo leitor tem de pular páginas ou dar uma espiadinha no final...
Muito legal!
Pareço-me com você: sou uma mulher de fases. No momento, minhas atenções estão voltadas para a costura, hobby que acabei de descobrir. Vamos ver até quando... rsrs
Beijocas e uma ótima semana para você!!!

♥ Nia disse...

Sinceramente nem reparei há quanto tempo não bordas ponto cruz! Sempre acompanho o teu bloguito e adoro apreciar os teus trabalhos :D Seja bordado a ponto cruz, russo ou japonês! hahahahaha :D Uma artesã de mão cheia como tu, não se fica por um só tipo de bordado ou um só tipo de artesanato! Claro que tens de alternar entre as diversas maravilhas e criações fantásticas que sempre fazes :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...