quinta-feira, 8 de março de 2012

Letras, lilás e ponto russo




Ando bordando muito em ponto russo e tenho tentado aprender mais sobre o uso “criativo” desta técnica (se me permitem um pequeno auto-elogio... lol). Normalmente, as revistas publicadas sobre o assunto mostram a técnica preenchendo desenhos, o que acaba por deixar um aspecto um tantinho grosseiro nos bordados, pelo menos em relação aos pontos livres, por exemplo.

Isso se deve ao fato da dificuldade de realizar contornos com o mesmo ponto ou com outros. O preenchimento é, por assim dizer, “espaçoso” demais, “fofinho” demais, e acaba por extrapolar o seu espaço.




Assim, eu mesma já havia decidido que priorizaria o uso da técnica em letras grandes e gordinhas. Flores delicadas? Melhor não. Na toalha lilás, presente para o nascimento da pequena Clarisse, comecei a bordar cada letra num tom diferente de lilás, depois de um longo e prazeroso estudo de cores.

Problema 1: quando bordei a primeira letra, essa ficou tão “cheia” que não se podia, ao certo, reconhece-la!! O que fazer?? Pensa, pensa, pensa... Retroceder? Talvez. Desistir? Jamais!! Desmanchei, fui fazer outra coisa e, na volta, decidi usar apenas dois tons de lilás: um mais escuro como contorno e um mais claro como “recheio”.

Tá, concordo... Ficaria muito mais bonito se cada letra fosse de um tom diferente de lilás... Mas, fazer o quê?? Às vezes, precisamos ser resilientes... Às vezes o ótimo é o grande inimigo do possível, do viável, do bom.




Problema 2: ponto russo devora linha! Tudo bem que eu opto por usar três fios na agulha, para que o ponto fique mais denso, é verdade. Duas letras bordadas e... puft! Acabaram as linhas! Atraso no “cronograma” e pausa para repor o estoque.

Já listei alguns novos projetos com esta técnica e, para me desafiar, estou pensando em bordar flores. Será que “morderei a língua”? Retomado o bordado, em breve mostro o resultado deste trabalho. Considerei o resultado muito feminino, concordam? 

E aproveitando este post lilás: feliz dia das mulheres para todas nós! *U*


6 comentários:

Gislene Ellery disse...

Esse ponto fica otimo em toalhas....
Tu me ensina o ponto russo....?

Isabella Morais disse...

Feliz dias das mulheres!

POnto russo é ruim mesmo pois gasta muita linha mas eu uso aqueles rolinhos de linhas e não a meada então dura mais :D

Mas quem sou eu pra falar algo? Na minha vida inteira só fiz duas toalhas de ponto russo! :D

♥ Nia disse...

É tão bom quando começamos a ficar mais à vontade com determinado craft e conseguimos inovar e criar algo mais acima :D Já estou curiosa para ver o que vais fazer!! Não duvido que o resultado vai superar!! :D

big B disse...

Olá Simone! As cores bonitas! Eu nunca tinha ouvido falar de "ponto russo" até que eu vi o seu blog. Parece difícil! Eu acho que flores será muito também. Estou ansioso para ver a peça acabada :)
Kim

Lilia lemos disse...

olá bom dia eu faço ponto russo mas eu não consigo fazer com a meada a linha não segura na toalha sera porque? a barra de bordardo da toalha tem que ser trama fechada, no de etamine eu não consiguir e na trama fechada ainda não encontrei pra comprar se poder me ajudar.obrigado e seus bordados são lindos

simone arrais disse...

Olá Lilia! De fato, será difícil fazer o ponto russo na etamine das barras de toalhas, já que elas são bem abertinhas... Eu sempre faço nas barras para pintar, mas nem sempre elas são vendidas em todo lugar. Procure os maiores magazines de sua cidade ou encomende pela internet, vale a pena e posso te assegurar que o ponto russo nesses casos dura bastante. Tenho toalhas em casa bordadas há muito tempo e que mantém o bordado bem preservado. Obrigada pelo comentário! Bjs!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...