domingo, 15 de agosto de 2010

“Desdetalhado”

Meu filho mais velho saiu com esta belíssima expressão dia desses de manhãzinha: “Aquele modelo era mais feio, mãe... assim... desdetalhado!”. Depois de controlar a crise de riso, achei que o neologismo do Gui fazia todo sentido: a beleza realmente está nos detalhes. E foi por causa de alguns detalhes que este post foi escrito.

Depois de constatar que estou sempre escrevendo para as paredes e cansada de ouvir as pessoas dizerem: “Tentei entrar em teu blog, mas como é mesmo o nome?”, “Não consegui localizar teu blog no google, tá acontecendo algum problema?”, resolvi tomar algumas atitudes mais práticas e criar mecanismos para facilitar a vida das pessoinhas mais esquecidas.

Comecei a matutar sobre como ter algo rápido e bacana para quando eu falar sobre o meu blog e pensei num cartão de visitas. Comecei a fazer alguns layouts, mas desisti ao lembrar de todos os cartões que já recebi e foram ficando pelas gavetas, dentro de bolsas ou simplesmente jogados no lixo. Ocorreu-me que meu “lembrete” deveria ter alguma utilidade. Foi então que começou a saga do marca página.

Pesquisei vários modelos na internet e rabisquei alguns modelos no meu moleskine, tentando integrar a informação sobre o blog a alguns detalhes que remetessem ao bordado. Deu super certo no papel e mega errado na prática: fiasco total!

Nova pesquisa e uma decisão: fazer todo em tecido, com a parte da frente em java para vagonite e a parte de trás em tecido estampado, com um pequeno bolsinho que pode servir para guardar lápis e no qual vou colocar o lembrete com o nome do blog. O detalhe residirá no bordado.

Enquanto isso, dois eventos envolvendo amigos acabaram por me mostrar a importância dos detalhes.

No primeiro, uma amiga querida entristecida pelo câncer generalizado de uma irmã e a insanidade da mãe, esboça breves sorrisos, num café da manhã para espairecermos da amnésia que é a vida.

No segundo, nos encontramos para a despedida de um dos nossos, que parte para alçar outros vôos. Cada um que falou relembrou fragmentos de histórias e recebeu, como réplica, um presente do que se vai: a descrição dos momentos mais preciosos que levaria consigo. Detalhes de todos e de cada um.

O que é a amizade se não uma seqüência de detalhes com os quais tentamos tornar a vida mais bonita? Os fracassos ocasionais, a finitude, a partida dos que queremos bem: detalhes dolorosos que nos ajudam a não esquecer o valor de recomeçar, a importância de aceitar e o poder da amizade.

Eu não ia querer mesmo uma vida assim “desdetalhada”.

2 comentários:

Gislene disse...

O pequeno-grande filósofo Gui tem toooooooda razão! Coisas desdetalhadas, não são legais!
Detalhes. É o que importa pra deixar a vida rica, cheinha de lembranças que guardamos conosco até que tudo comece novamente.
Beijos!!!!

Fernanda bordando,pintando e aprendendo disse...

Simone,
que prazer conhecer seu blog,e olha ,adorei seu post desdetalhado...tem tudo haver com com tudo !!!
Eu amo muito artesanato,mas adoro coisas bem escritas,por que adoro ler!!!!
Acho que vamos nos falar muito por aí!!!
Bjinhos.....
:)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...