domingo, 10 de outubro de 2010

Será mesmo o fim da série Bookmarks?


Final de semana trasado, concluí os dois projetos especiais da Série Bookmarks: o “A” roto e o “Little Miss Venezuela”.

O bordado do “miss” sobre a base de vagonite azul acabou por repuxar um pouco a étamine, o que dificultou a execução da parte de trás. As palavras foram bordadas em ponto haste (“miss”) e ponto atrás (“little e Venezuela”).
Detalhe de como o "M" em ponto haste repuxou a etamine. 
Apesar da queixa do meu irmão de que o “Little Miss Venezuela” ficaria mais bonito que o dele, confesso que acabei por gostar mais do resultado final do “A”, bordado com as linhas em tons escuros, com pequenas traças bordadas em ponto cheio, em linha marrom. Gostei especialmente da parte de trás do bookmark, com o aproveitamento de aparas de uma calça jeans escuro que comprei grande demais. Achei que ficou bem casado com o aspecto meio destróier da parte frontal.
A foto acabou ficando meio sépia, por causa da luz...
Esta semana os bookmarks viajaram para São Paulo e, em seguida, seguem para Caracas. Espero que, passada a tensão relativa à eleição venezuelana, a Flavia possa ler um bom livro e usar seu presente.

Ocorre que pensando nesta questão utilitária – eu ainda estou muito fixada nesta coisa da utilidade – me dei conta que, após distribuir tantos marca páginas, eu estava marcando as páginas da minha leitura da Guerra dos Tronos (um portentoso volume de quase seiscentas páginas) com um pedacinho de papel qualquer... “Casa de ferreiro, espeto de pau”, dizia minha mãe, dona de mercearia, cada vez que algum item faltava para o preparo do almoço ou jantar na nossa casa da infância.

Assim, meio envergonhada, comecei a pesquisar um tema para o meu próprio bookmark. De pronto, imaginei uma girafa. Adoro girafas e todo mundo que me conhece sabe o quanto elas me emocionam. Separei outros motivos, mas, curiosamente, passei ao largo do meu monograma. Já tinha separado, para bordar no futuro, bichinhos muitos engraçados, decorados com xadrezes ou estampas, o que os diferenciava do mero tema infantil e conferia um ar meio kitsch.

Escolhi uma ovelha xadrez e, ao seu lado, bordei alguns “Z” para remeter ao fato de que, de tão cansada, acabo lendo menos do que gostaria: sou vencida pelo sono. A ovelhinha acabou sendo uma piada sobre mim mesma, o que adoro. O resultado ficou bem legal e comecei a bordar outra, estampada com bolinhas. Só para poder escolher.
Essas ovelhas são bem oníricas, não?
Nem sei de qual gostei mais...

2 comentários:

Gislene disse...

Gostei mais da segunda! Se bem que a primeira está bem engraçada tbm.... Eita! Dicifil heim!?

Beijos!

amauri disse...

esqueci de te dizer: chegaram só ontem, com um adesivo dos correios explicando que tinha sido 'redirecionado' porque o envelope rasgou durante o tráfego e o envolope colado com fita adesiva. vai pelo próximo portador. comprovei in loco: os prédios em caracas não tem números. pegar táxi é sempre uma aventura.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...