sábado, 30 de novembro de 2013

Linhas Escritas # Cem Anos de Solidão




Vocês já perceberam que neste espaço mensal só falo de livros que eu gosto. Muito (exceto por este).

Daí, dia desses, me dei conta que ainda não tinha compartilhado com vocês um livro que me marcou demais e que, na verdade, é um clássico cujo autor ainda está vivo: Cem Anos de Solidão.

Lindo, poético, louco, humano, atemporal, Gabriel García Márquez - Prêmio Nobel de Literatura em 1982 - levou, na minha modestíssima opinião, a literatura ao estado da arte com este romance.

Este livro me emocionou profundamente. Já me imaginei bordando diversas passagens, de tão líricas... Sua leitura não é apenas prazerosa, mas indispensável para quem quer entender melhor as qualidades e vicissitudes de nossa pobre existência humana.

Texto de Divulgação:

“Com nova tradução e projeto gráfico, o livro mais importante da obra de Gabriel García Márquez, vencedor do prêmio Nobel de literatura em 1982 é relançado. O autor narra a incrível história da família Buendía, uma estirpe de solitários que habitam a mítica aldeia de Macondo. A narrativa desenvolve-se em torno de todos os membros dessa família, com a particularidade de que todas as gerações foram acompanhadas por Úrsula, uma personagem centenária e uma matriarca das mais conhecidas da história da literatura latino-americana.”

Anotem aí minha avaliação: INDISPENSÁVEL! 


2 comentários:

helena frontini disse...

De leitura obrigatória!! Um dos livros da minha vida.

Rita disse...

É uma falha ainda não ter lido este livro...e eu que adoro ler :) Tenho de colmatar esta falha rapidamente!
Gosto spre de ler as tuas escolhas literárias:)
beijinho*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...