domingo, 19 de agosto de 2012

Outra reflexão sobre o ócio

Varanda, lado esquerdo.


Agora em julho eu tive 20 dias de férias. Óbvio que a minha situação de empregada pública, com carteira assinada e benefícios, é relativamente incomum no nosso país e faço parte de uma espécie de elite, cuja segurança do emprego e o salário no final do mês asseguram certa estabilidade econômica.

Dito isso, tudo o mais é comum a qualquer trabalhador do mundo: vivemos estafados, assoberbados por atividades, em sua maioria, inúteis e sem significado que retiram nossa energia criadora, nos frustram e nos levam a esquecer o poder o “dolce far niente”.

Para quê este preâmbulo? Simplesmente por que, a uma determinada altura dos primeiros dias de férias, comecei a me questionar se estava “perdendo” tempo... Ora, amigos, se temos férias para ter tempo, a minha ansiedade era, no mínimo, um sintoma dos nossos dias, concordam? Eu estava culpada por estar gozando do tempo livre que levei doze meses para conquistar!!!!

Para lavar roupas.

Refleti muito durante estes vinte dias. Afastei-me, inclusive, dos trabalhos manuais. Vi filmes, curti a companhia dos meninos e dos amigos, cozinhei algumas vezes, comemorei meu aniversário muitas vezes, viajamos em família, dormi até a impensável oitava hora do dia, respirei um pouco sem a pressão dos prazos e horários...

Resumo da ópera? Em 2013, requisitarei 30 dias de férias, por que 20 não foram suficientes.


Varanda, lado direito.

Em tempo: as fotos que ilustram este post foram tiradas por mim e são vistas tanto da minha varanda quando da área de serviço do nosso apartamento. Quando mais eu poderia admirar essa paisagem às quatro da tarde e relembrar o encantamento que sentimos quando entramos a primeira vez no imóvel que seria nosso?!

Boa semana. Trabalhe com moderação.


5 comentários:

Rebeca disse...

Sei exatamente do que vc tá falando! Tb sou funcionária pública, tb fico em culpa nos primeiros dias, meio perdida, sem saber o que fazer com o tempo livre (a gente não tá acostumada, né?) Aí, se faço alguma coisa, me culpo por não ter descansado, se não faço, fico culpada porque podia ter usado o tempo prá fazer algo útil... Ó, dúvida cruel!!!
Bjs

Rita disse...

Tens toda a razão! trabalhamos imenso, temos direito às nossas férias..pq são mm isso, um direito! Às vezes tb me sinto um pouco "culpada" por estar de férias, mas logo afasto esse pensamento e curto a familia e o meu filho, que tb precisam mto de nós, né?
Acho mto bem pedires 30 dias de férias!:)
beijinhos

Valma disse...

don't be ashamed sweetie !
you deserved your 20 days of vacation and 30 would be great and not an abuse =)
we have to rest from time to time and to enjoy life , what we can't do when we work !
we need less stress !
being part of this wonderful world can be tiring, we are only humans =D
xxxxxxxxxxx

A Casca da Cigarra disse...

Isso mesmo...30 dias! eu não consigo me sentar pra ver um filme sem pegar algo para descosturar, arrumar, bordar...tenho que carregar coisas na bolsa para fazer....é uma neura. Mas eu ainda me curo. beijo

Isabella Morais disse...

EU sou dona de casa...pra mim esse é certamente o pior trabalho pois não tenho salário e muito menos férias.

Quando eu vou pra algum lugar sozinha sempre me alivio do stress do lar :D

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...