terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Linhas Escritas # Pequeno Segredo




Um dos primeiros livros que comentei neste espaço descrevia as aventuras de uma família brasileira de classe média que um dia resolveu dar vento às velas do sonho de viver no mar, a Família Schurmann.

Este primeiro livro é imperdível e, como mencionei antes, tocante, humano, escrito com delicadeza pela matriarca, Heloísa. Mostra as aventuras e desventuras dos membros da família, as dificuldades de adaptação, a superação de limites, as descobertas sobre um mundo tão vasto quanto deslumbrante.

Neste livro, conhecemos ainda a pequena Kat, filha adotiva do casal. Mas quem era Kat, de onde viera e como se conseguia inserir uma criança tão pequena num veleiro viajando em volta do mundo?

Este é o tema do livro lançado em 2013. Kat carregava consigo uma história de lutas e dificuldades, de muitas perdas e muitos ganhos, e um importante segredo que elevou a viagem da família a um novo patamar de desafio.

Nada de spoilers por aqui! Caso essa introdução tenha capturado sua atenção, uma rápida busca na internet suprirá sua curiosidade. Porém, aconselho você a conhecer melhor o segredo da Kat e entender como o amor de uma família pode transformar uma tragédia em aprendizado e crescimento.

Texto de divulgação:

Heloisa Schurmann é de uma família conhecida pelas aventuras ao redor do mundo a bordo de um veleiro. Quis o destino que o dia a dia da família fosse surpreendido pela chegada de Kat, uma pequena e animada criança que passou a dividir com eles uma vida feliz pelos mares. Em "Pequeno Segredo", Heloisa conta uma história sobre os presentes dados pelo acaso, que permanecem mesmo quando nos são tirados. Sobre como um filho, biológico ou não, pode modificar por completo a nossa vida. E, acima de tudo, sobre até onde podemos ir quando somos tocados pela força do amor incondicional.

Anotem aí minha avaliação: IMPERDÍVEL!

FELIZ ANO NOVO!!!!!


domingo, 29 de dezembro de 2013

Correio de Natal



Eu adoro o Natal! Depois que comecei minha aventura pela blogosfera esta época do ano tornou-se ainda mais especial por causa do carinho que chega pelos Correios e redes sociais.

Este ano, alguns cartões ainda estão viajando, mas outros chegaram a tempo de colocar sorrisos em meu rosto.


O primeiro presente veio por um correio diferente, numa brincadeira do trabalho. Todos nós tivemos envelopes com nossos nomes dispostos nas paredes da sala e passamos o mês de dezembro recebendo e enviando mensagens de Natal, chocolates, pequenos presentes. Foi muito bacana. Alguns envelopes, de tão cheios, caíram da parede por causa do peso!

No meu, um dia, encontrei este jogo infantil de bordar. Não é fofo?? E como não se emocionar com o gesto da colega que sabe do meu amor por trabalhos manuais e me dá um presente desses? Ganhei ainda alfinetes e outros mimos craft.


O segundo envelope veio de Portugal, enviado pela Rita, que é expert em scrapbook. Vejam que cartão lindo, personalizado, que a Rita fez para mim! Além disso, outro presente ligado a minhas preferências e coleções: um bookmark para bordar em ponto cruz, lindo! Amei, Rita! 



O terceiro envelope veio do Rio Grande do Sul, de uma casinha encantada de onde saem coisas fofas e lindas, o Atelier Caseiro da talentosa Aninha. Querida, amei meu enfeite que já encontrou lugar mais que especial em nossa árvore. Obrigada pelo carinho do ano todo!

Que venha 2014, com ainda mais momentos felizes para todos nós!


domingo, 22 de dezembro de 2013

Cartões de Natal 2013: always craft!





Eu começo a pensar em como serão meus cartões de Natal ainda em outubro, isto porque, normalmente, eu os crio e executo. Busco inspiração na internet, nos blogs, anoto ideias, mesmo as mais estapafúrdias. Tudo pode resultar num bom cartão, ainda que tenha sido pensado para outro fim.

Esse ano eu pensei em Outubro. E pensei em Novembro. E nada que fosse viável...

Aí lembrei dos meus hexágonos de crochet e achei que eles poderiam ser úteis porque lembram um pouco enfeites de Natal ou flocos de neve. Não acredita?! Veja estas fotos incríveis, feitas por um fotógrafo russo:


Alguns flocos de neve são hexágonos!!!!!!!!!! Ou são compostos por minúsculos hexágonos! Lindo!!!!

Mas como aplicar os pequenos hexies num cartão? E o que fazer mais? Qual mensagem?

Como ter amigos é melhor que ter dinheiro no bolso, quem me socorreu foi a Gislene, ao me emprestar seu set de pequenos carimbos, trazidos dos EUA.

Ainda havia um problema: como juntar tudo isso de forma harmônica????


Alguns testes depois, optei por aplicar o hexágono na capa, como se fosse um enfeite de Natal, pequenos flocos de neve vermelhos e verdes foram carimbados e, dentro, o nome do presenteado mais a expressão “Merry Christmas” e pequenas figuras simbólicas do Natal, que tentam formar uma árvore. 


O resultado final me agradou muito, espero que faça um sorriso brotar no rosto de quem o receber... 


Feliz Natal, amigos! 


domingo, 15 de dezembro de 2013

Biquinho de Crochê Bicolor: é Natal!




Dia desses assisti um vídeo maravilhoso da Prof. Simone Eleotério ensinando a fazer este delicado bico de crochet bicolor. No vídeo, ela usa o Fio Barroco, que destaca ainda mais o entrançado do crochet.

Eu resolvi testar a técnica e usar as cores do Natal por motivos óbvios. 

Usando a linha comum de crochet, o efeito não é tão distintivo, fica mais para o fofo, mas ainda assim gostei muito e acho que deve ficar lindo em peças mais delicadas como fraldas e toalhinhas de banho para bebês ou capas de almofadas e travesseiros.

O bico é realmente muito fácil, ainda que eu tenha levado um tempinho para me acostumar a usar os dois fios. Quero testar mais técnicas em crochet, usando várias cores simultaneamente, como esta aqui:

Esta foto veio daqui.
Na minha galeria visual de coisas a fazer no Pinterest tenho inúmeros exemplos lindos em crochet, mas minha habilidade é limitada... lol

O que acharam? Não fica bonitinho?


domingo, 8 de dezembro de 2013

Patchwork para envelhecer com mais saúde



 



Dia desses, uma colega do trabalho me chamou à nossa sala de reuniões com duas grandes sacolas. Ela queria me mostrar o trabalho de sua mãe, de 85 anos: duas lindas colchas de retalhos, uma ainda por acabar. O mix de tecidos florais deixava entrever, sutilmente, os padrões harmoniosamente escolhidos. Fiquei encantada!

E mais encantada ainda ao saber todo o processo de fabricação das colchas.

Segundo a minha amiga, sua mãe primeiro desenvolve os padrões no papel, desenhando e planejando por horas. Em seguida, vem o processo de selecionar os tecidos e combinar estampas e cores. Depois, longas noites cortando cada pedaço, com tesoura mesmo, entre os afazeres da casa e as novelas, que assiste enquanto corta os tecidos. Por último, o trabalho à máquina de costura, que a mantém ocupada, com a mente alerta, saudável. 


“Desmanchar costuras não é problema para a mamãe!”, disse a minha amiga. Parece que buscar o melhor resultado independe de técnica, já que, segundo a minha colega, sua mãe nunca fez um curso de patchwork, nem tem acesso a livros sobre o assunto. 


Que bonito exemplo, vocês não acham?? Eu fiquei muito feliz da minha amiga ter decidido me mostrar estes trabalhos e pedi autorização para compartilhar com vocês. Espero que os inspire como me inspirou. 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...