sábado, 30 de novembro de 2013

Linhas Escritas # Cem Anos de Solidão




Vocês já perceberam que neste espaço mensal só falo de livros que eu gosto. Muito (exceto por este).

Daí, dia desses, me dei conta que ainda não tinha compartilhado com vocês um livro que me marcou demais e que, na verdade, é um clássico cujo autor ainda está vivo: Cem Anos de Solidão.

Lindo, poético, louco, humano, atemporal, Gabriel García Márquez - Prêmio Nobel de Literatura em 1982 - levou, na minha modestíssima opinião, a literatura ao estado da arte com este romance.

Este livro me emocionou profundamente. Já me imaginei bordando diversas passagens, de tão líricas... Sua leitura não é apenas prazerosa, mas indispensável para quem quer entender melhor as qualidades e vicissitudes de nossa pobre existência humana.

Texto de Divulgação:

“Com nova tradução e projeto gráfico, o livro mais importante da obra de Gabriel García Márquez, vencedor do prêmio Nobel de literatura em 1982 é relançado. O autor narra a incrível história da família Buendía, uma estirpe de solitários que habitam a mítica aldeia de Macondo. A narrativa desenvolve-se em torno de todos os membros dessa família, com a particularidade de que todas as gerações foram acompanhadas por Úrsula, uma personagem centenária e uma matriarca das mais conhecidas da história da literatura latino-americana.”

Anotem aí minha avaliação: INDISPENSÁVEL! 


domingo, 24 de novembro de 2013

W.I.P. - Hexágonos de Crochê



 

Parece que a fase ponto cruz está passando e a vontade de tentar novos crafts chega bem devagarzinho, se insinuando.

Lembram quando mostrei esse incrível livro sobre crochet projects? Foi dele que saíram estes pequenos hexágonos. Já experimentei dois modelos, usando apenas as linhas que já tinha.


Por tudo isto, não há um padrão definido de cores, até por que nem tenho ainda um projeto em mente... Uma capa para almofada? Alguma outra sugestão?

Vou experimentar outros modelos, já que, como vocês podem ver, meu carinho por hexágonos supera a barreira das técnicas... lol 

 

Por hora, posso adiantar que é extremamente relaxante ficar fazendo estes pequeninos hexies enquanto escuto a tv, depois de um dia longo de trabalho, com uma taça de um bom vinho ao lado...

Bom domingo, pessoal!

 

domingo, 17 de novembro de 2013

Soda # SO4135 – The Love Rain



  

Eu sei, mais um Soda… Enquanto respiro ponto cruz por aqui, aproveito para bordar estes gráficos deliciosos, coloridos, alegres, que dão um prazer enorme!

Bem no começo do blog eu falei um pouco sobre o poder terapêutico dos bordados e dos trabalhos manuais de maneira geral. O silêncio e a concentração demandados pelos projetos ajudam a acalmar a mente e o espírito. Normalmente, enquanto bordo, reflito sobre acontecimentos, problemas, tomo decisões.

É um momento íntimo que, mesmo com o barulho ao redor, me conecta comigo mesma, me tira da roda-viva cotidiana e me centra. Ver uma peça pronta dá um sentimento de realização que, acredito firmemente, melhora a minha autoestima e até a minha imunidade.

Logo, bordar tem benefícios que ultrapassam a peça a ser presenteada, concordam???

 





Para falarmos do presente, este gráfico bordei para a Sônia, que trabalha aqui em casa. Ela, recentemente, decidiu morar sozinha e alugou um pequeno apartamento. Esta decisão merecia ser comemorada com uma peça que trouxesse conforto, aconchego para o seu lar.

Como somos ambas de regiões muito secas, decidi brincar um pouco com a chuvinha de pequenos corações do gráfico, desejando também que ela possa encontrar seu amor.

Gostaram? Eu amei borda-lo!


domingo, 10 de novembro de 2013

Set de Panos de Prato – Patchwork e Crochê




Dia desses vi um tutorial sobre estas tais listras no padrão Chevron, que acho lindas, lindas. Decidi tentar, parecia tão fácil!

Optei por aplicar uma única listra num pano de prato, o que resultou bem eficaz como barra, concordam? O efeito ficou bem legal e aí decidi complementar o set de três paninhos com barras em crochê, tudo branquinho. 


Não sei vocês, mas tem dias que estou com uma vontade de fazer crochê...

Este conjuntinho é para mim mesma, para dar uma renovada na minha cozinha que, confesso, estava parecendo uma zona de guerra, com panos de prato furados, alguns quase pareciam trapos! “Casa de ferreiro, espeto de pau!”, diz o ditado. A mais pura verdade aqui em casa... LOL



São ótima sugestão de presente para a casa das amigas e as listras podem resultar em peças muito bonitas, para além da cozinha.

Espero que tenham gostado!


domingo, 3 de novembro de 2013

Soda # 4120 – Smile House



 

Soda vicia. Fato.

Mal termino um projeto, já estou com outro gráfico selecionado, esperando para ser começado.

A diversão começa na seleção das linhas: sempre cores lindas, vibrantes. Depois, em pensar como o bordado será aplicado, que peça poderá ser feita. Por último, bordar cada parte do gráfico, com suas nuances, o destaque dado pelos contornos. Uma delícia!

Aconteceu exatamente isso com este bordado. Depois de terminado o bordado da Clarice, resolvi bordar outro para a cama do Bernardo, seu irmão gêmeo. Por sorte, mostrei a ele minha escolha e ele se identificou: “-Olha, titia, tem eu, a Clarice e a Bibi!”.

Bibi, uma shitzu branquinha de 45 dias, acabara de chegara de chegar para alegrar sua família (e a gente também!).


 

Não liguem para a variação de cores do tecido, devido à luz. Juro que é azul!
 


Optei por bordar o gráfico numa étamine azul bebê de tamanho “padrão”. As cores predominantes do quarto dele são tons de azul e, usando a etamine (aida) “normal”, o bordado ficaria mais ou menos do mesmo tamanho do da irmã, bordado na microetamine.

Ah, o gráfico tem pequenos corações em ponto atrás no fundo, mas decidi não bordá-los por que achei que ficaria mais suave e fraternal sem eles.

O bordado será utilizado em outra almofadinha, em patchwork, usando apenas tons de azul. O que acham? 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...