domingo, 28 de julho de 2013

Um bordado Margaret Sherry diferente e especial



 

Minha história de amor com o trabalho da designer inglesa Margaret Sherry começou há tempos, quando me tornei colaboradora do blog Margaret Sherry Lovers.

O blog cresceu muito, assim como a minha habilidade com o ponto cruz. Lembram do projeto Easy ABC que foi concluído numa manta para bebê e as demais letras em cartões? Pois é... Eu e a Gislene bordamos quase todos os animais.

Mas existem outros designs, além dos animaizinhos. E eu resolvi aproveitar esse “fator surpresa” estes dias, para uma troca promovida pela Nia por conta do aniversário do MSL.

Optei por um gráfico bem romântico, com este casalzinho de mãos dadas, cheio de detalhes.

Comecei pela menina. Veja ainda sem os contornos:




Depois o garoto:



Por fim os detalhes que só os contornos proporcionam:




Gostaram do resultado? Bom domingo!




domingo, 21 de julho de 2013

Receitinhas # Bolo Toalha Felpuda



Faz tempo que eu não posto uma receita, não? Considerando que sempre tem bolo assando no forno aqui em casa, achei que seria apropriado compartilhar com vocês um dos meus preferidos, a começar pelo nome: toalha felpuda.

Não é lindo? O curioso é que o bolo - com sua cobertura extra úmida de côco - lembra mesmo uma toalha bem felpudinha, não?



Não tenho como citar a fonte, já que esta receita está copiada em meu caderno e veio de outro, que veio de outro, que veio de alguém que não sei mais quem... lol Caso alguém saiba o criador desta delícia celestial, favor informar, que terei o maior prazer em dar os créditos.


Caderno de receita bom é aquele com página cheia de manchas... lol

Dito isto, o passo a passo não poderia ser mais simples:

Bata na batedeira 150grs de manteiga com 2 xícaras de açúcar até ficar claro e fofo. Acrescente 4 gemas e bata novamente. Em seguida junte, alternando, 2 xícaras de farinha de trigo, 200ml de leite de côco e 1 colher (sopa) de fermento em pó. Por último e, delicadamente, acrescente as claras batidas em neve. Leve ao forno pré-aquecido (180°C). Ao retirar do forno, ainda quente, fure o bolo com um garfo e acrescente uma mistura feita com ½ xícara de leite, 1 lata de leite condensado e 100grs de côco ralado.

O segredo do bolo é mesmo sua cobertura. A mistura de leite, leite condensado e côco penetra na massa deixando-a úmida, docinha, deliciosa. Se você for fã de côco como eu, este é o seu bolo.

Tenho que lembra-los que ficará melhor se assado em assadeiras, ok? Experimentem e me digam se gostaram.

Bom domingo!!!!



domingo, 14 de julho de 2013

Da relação entre Botânica e bordados





Minha amiga Andréa foi morar uma temporada fora do país e dela recebi uma carta linda, muito amorosa. Junto com a carta – que por si só já me emocionou – itens vintage para minha coleção. Quem ainda não sabe que esta canceriana têm um pé no passado?!

A carta, escrita à mão, me aproximou ainda mais da alma da Andréa e suas delicadezas. E foi pensando nestas delicadezas sobre a minha amiga que um dia descobri que ela adora pinturas e desenhos sobre botânica.

Como não existem coincidências, apenas sincronicidades, descortinou-se mais um elo da corrente invisível que nos une, ainda que nunca sequer tenhamos nos visto pessoalmente: eu bordei, há mais de vinte anos, motivos de uma revista que não existe mais, uma maçã e uma pêra, com seus detalhes e nomes científicos.



A maçã, concluída, jazia no seu tecido amarelado pelo tempo, numa caixa, junto da pêra inacabada, com a agulha enferrujada ainda presa ao tecido, como se o tempo tivesse congelado.




Uma boa lavada depois, o tecido renasceu branco, as cores vivas, implorando por uma moldura. Optei por um motivo clássico das pinturas sobre botânica: ouro velho + passpatour verde. Espero que esta feliz combinação ajude a disfarçar o fato de que, à época, eu de fato não sabia nada sobre a técnica do ponto cruz...



Este presente seguiu para a Andréa, como presente de aniversário e para comemorar seu regresso ao Brasil.

A pêra continuou comigo, ainda não sei o que fazer. Concluí-lo está quase inviável, já que há marcas de ferrugem no tecido que, penso, não sairão com uma lavagem... O conjunto dos motivos incluía, ainda, uma ameixa linda, linda... Quem sabe não crio coragem e bordo tudo de novo, desta feita do modo correto??

Que lhes parece?



domingo, 7 de julho de 2013

Conjunto de toalhas com hexágonos – aproveitamento de retalhos






Dito isto, e se você tiver disposição de procurar um pouquinho nos arquivos deste blog, verá que eu já postei algumas muitas vezes sobre o meu “trabalho de Penélope” – uma colcha com micro hexágonos, começada há uns bons dois anos.

Não, eu não a desmancho durante a noite, mas ela cresce tão devagarzinho que assim parece. Além disso, outras técnicas e trabalhos batalham por minha atenção e pelo meu parco tempo...

Enfim, por que ter hexágonos e não usá-los para outros fins? 




Para um presente de aniversário rápido, diferente, resolvi usar os hexágonos que tinha prontos, aplicando-os na barra de um conjunto de toalhas de banho. Fiz duas longas tiras e as costurei, com pontos invisíveis, no centro das barras.

Depois de costurados os hexágonos, achei que estava faltando alguma coisa... Decidi então fazer um detalhe em vermelho, com um ponto de alinhavo simples. Tomei apenas o cuidado de marcar a distância do bordado para os hexágonos, para ficar mais harmonioso.




O que acharam do resultado? Achei bem interessante na toalha branca, mas penso que ton sur ton também poderia ficar bem bonito. Espero que tenham gostado da ideia.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...